Quando a temperatura cai, é hora de buscar o fondue mais incrível para celebrar o Inverno em grande estilo! Mas como aproveitar ao máximo este prato suíço, com os acompanhamentos certos e o vinho perfeito? O ChefsBlog preparou um guia do fondue!


Primeiro, vamos entender as origens desta delícia. Não se sabe exatamente o “berço” do fondue, mas acredita-se que fica na fronteira entre França e Suíça, na região conhecida como Jura/Savoie. A palavra vem do francês “frondre” (derreter), já que originalmente era feito apenas de queijo Emmental e Gruyère, fundidos com vinho. E embora a receita mais antiga venha de um livro de culinária datado de 1699 encontrado em Zurique, há suspeitas de que na Grécia antiga já existia o hábito de derreter queijo com vinho. Outra lenda remonta aos camponeses mais pobres dos alpes suíços, que derretiam o queijo endurecido pelo frio para amolecer o pão “dormido” e facilitar a digestão.

De qualquer forma, em 1930 a Suíça declarou oficialmente o Fondue como um prato legitimamente suíço, o que serviu para promover o consumo de queijos não só no país, mas em todo o mundo. Para se ter uma ideia, no pós-guerra a associação União dos Queijos Suíços mandou “kits” de fondue para as cozinhas do exército suíço, para que os soldados conhecessem o prato e levassem a receita para suas casas. Isso é que é marketing, hein?

Fondue de Carne – Era Uma Vez Um Chalezinho

Ainda na década de 50, o chef Conrad Egli resolveu servir o fondue em seu restaurante em Nova York, adicionando outra versão: sim, é com muito orgulho que anunciamos que neste momento histórico nasceu o Fondue de Chocolate. A invenção foi patrocinada pela Troblerone, a deliciosa companhia de chocolates suíça. Já a versão “carnívora” vem da região francesa da Burgúndia, utilizando vinho tinto com carnes e especiarias – em meio aos vinhedos, os fazendeiros improvisavam panelas com vinho, onde cozinhavam sobras de carne para matar a fome ao longo do dia.

O fondue ideal e os acompanhamentos certos.

– Fondue de Queijo

Já aprendemos que a receita original é a de queijo. Os mais utilizados são o Gruyère, o Emmental e o Gouda, derretidos com vinho branco, normalmente Sauvignon Blanc. A temperatura do queijo tem que ser o suficiente para não queimar embaixo, e borbulhar de leve em cima. Atenção às regrinhas de etiqueta: com o pão espetado no seu garfo especial, você deve ajudar a raspar o queijo das laterais (isso evita que ele queime). E jamais coloque o garfo diretamente na boca, pois isso pode infectar o fondue quando você retornar com outro pedacinho de pão. Para os acompanhamentos, o mais comum são pedaços de pão em tamanho médio, porém há casas que oferecem alguns legumes como opção.

Melhores vinhos: Apesar do vinho branco estar na própria receita, o prato harmoniza muito bem com vinho tinto ou branco. Se optar pelo branco, escolha versões mais secas, como Chardonnay ou Sauvignon Blanc. Já para os tintos escolha os mais suaves, como os Pinot Noirs.

Fondue de Queijo do Bistrô Faria Lima

– Fondue de Carne

O Fondue Bourguignonne tem alguns detalhes interessantes: a carne não deve ter gordura aparente (por isso o filet mignon costuma ser o mais servido), e não deve ser temperada: o sal faz a carne soltar água, o que faria o óleo espirrar. Há restaurantes que oferecem também opções com carne de cordeiro, aves, peixes e frutos do mar. Seja qual for, ela é sempre cortada em cubos médios, ideal para não “esturricar” quando frita. Ah, e tem os molhos! Muitos molhos, para provocar diferentes sensações, do adocicado ao azedinho. Aqui também vale aquela regra de ouro: jamais mergulhar seu espeto no molho e depois na boca. O mais certo mesmo é servir pequenas porções do molho em seu pratinho individual. Outro acompanhamento delicioso para o fondue de carne é a famosa batata rosti, outro clássico da gastronomia suíça.

Melhores vinhos: A melhor pedida para acompanhar o fondue de carne são os tintos, de preferência os mais jovens. Uma boa opção é a uva Merlot.

Fondue de Peixes e Frutos do Mar – Hansl

– Fondue de Chocolate

E para os chocólatras de plantão, nada como degustar esta sobremesa nos dias mais frios. Normalmente o fondue doce é feito com chocolate meio amargo, mas há casas que oferecem versões com doce de leite e caramelo. De toda forma, aqui o calor é diferente: normalmente uma vela é o suficiente para manter o caldo quente. As frutas são as melhores amigas do fondue doce (morango, banana, maçã, kiwi, uva) mas há opções com biscoito, marshmallow e até bolos com consistência mais dura.

Melhores vinhos: Os doces! O Vinho do Porto é a melhor opção para combinar com chocolate.

Fondue Doce – Hansl


Como disse o escritor Luiz Fernando Veríssimo, “O fondue não é uma refeição, é uma confraternização”. Por isso, escolhemos alguns parceiros do ChefsClub para você confraternizar com seus amigos neste Inverno!

Hansl

Rua Professor Júlio Lohman, 132 – Barra da Tijuca
Rio de Janeiro – RJ
(21) 2493-0279

DISPONÍVEL NO CHEFSCLUB! Veja no app

Era uma vez um Chalezinho

Rua Itapimirum, 11 – Morumbi
São Paulo – SP
(11) 3501-9322

DISPONÍVEL NO CHEFSCLUB! Veja no app

Bistrô Faria Lima

Av Brigadeiro Faria Lima 4150 – Vila Nova Conceição
São Paulo – SP
(11) 3045-4040

DISPONÍVEL NO CHEFSCLUB! Veja no app

AINDA NÃO TEM CHEFSCLUB? BAIXE O NOVO APP E USE 1 MÊS GRÁTIS!

Comments

comments