Já pensou em temperar sua salada com azeite em pó? Ou então comer de sobremesa um delicioso creme de manga no formato de gema de ovo?

Parece estranho, né? Mas que nada! Essa é uma vertente da gastronomia que cresceu muito nos últimos anos e cada dia mais vem conquistando mais espaço nesse universo: é a famosa Gastronomia Molecular.

História

Nem só de inércia, eletricidade e oxidações vivem a física e a química. A gastronomia molecular mistura esses dois mundos com novos sabores, texturas e ingredientes inusitados para criar pratos super diferentes, criativos e gostosos, é claro.

O nome “gastronomia molecular”, apesar de ter começado a se popularizar recentemente, foi criado em 1988 pelo físico Nicholas Kurti e o químico Hervé This. Essa técnica utiliza preceitos científicos, como o conhecimento da química e da física envolvidas no processamento dos alimentos, assim como a sensação proporcionada por eles ao entrarem em contato com os sentidos humanos.

Conceito

Muitos chefs de cozinha têm aderido à gastronomia molecular. Para ficar realmente interessante, os pratos devem misturar os cinco gostos: doce, salgado, azedo, amargo e, mais recentemente, o umami (já falamos dele aqui no ChefsBlog).

Os processos são os mais variados: vão desde a encapsulação de compostos e ingredientes para fazer com que eles “explodam” na boca até o uso de enzimas para melhorar a textura da carne.

Chef em ação

Hora boa

E querem uma notícia bacana demais?

O ChefsClub possui um parceiro que já utiliza métodos da Gastronomia Molecular. É o Elemento’s Cozinha ContemporâneaFica na Avenida Madre Leonia Milito, 950 – Loja 3 – Bela Suiça – em Londrina.

Bora lá?

Comments

comments